Fresamento com altos avanços


 
​O faceamento com um avanço muito alto por dente (até 4 mm/dente) é possível quando usar fresas que tenham pequenos ângulos de posição ou quando usar fresas com pastilhas redondas, devido ao efeito de afinamento dos cavacos. Embora a profundidade de corte seja limitada a menos de 2 mm, o avanço extremo torna-se um método de fresamento altamente produtivo.

Os conceitos de fresas específicas são dedicados para fresamento com altos avanços extremos em pequenas profundidades de corte axiais. Um ângulo de posição pequeno é o pré-requisito necessário para aplicar um alto avanço, leve e rápido.

 

Escolha de ferramentas

CoroMill® 210

  • A mais produtiva fresa de facear com altos avanços com um ângulo de posição de 10° que propicia avanço muito alto por dente, fz.

CoroMill® Plura e CoroMill® 316

  • Mais que o dobro de faixas de avanço se comparada às fresas de topo convencionais em pequenas profundidades de corte, ap.
  • Ferramentas de alta precisão otimizadas para usinagem com alta velocidade de aço endurecido.
  • Do desbaste ao semiacabamento de contornos e configurações assimétricas em faixas de avanço extremas.

Nota: Não exceda a máxima ap forecomendada para CoroMill 210, CoroMill Plura e CoroMill 316. Para fresas com raio e pastilhas redondas, o valor de ap deve ser mantido bem abaixo do valor máximo recomendado para permitir o fresamento com altos avanços.

CoroMill® 200 e CoroMill® 300

  • Fresas com pastilhas redondas.
  • Aumento do efeito de afinamento dos cavacos com corte axial reduzido.
  • Ação de corte suave.
  • Fresas de uso geral para condições difíceis ou leves.

 

Como aplicar

​Fresas com um pequeno ângulo de posição

 

​Quando usar a CoroMill 210 em aplicações com altos avanços, os mesmos dados de corte podem ser programados iguais aos que seriam usados para uma fresa de pastilha redonda com raio de pastilha R, veja a tabela.
A espessura máxima de cavacos é drasticamente reduzida com um ângulo de posição pequeno. Isto permite que faixas de avanço extremamente altas sejam usadas sem sobrecarregar as pastilhas.

Para CoroMill 210:
  • Isso é real apesar das profundidades de corte limitadas permitidas pelo ângulo de posição de dez graus; máximo de 2.0 mm com a pastilha de 14 mm e 1.2 mm com a pastilha de 9 mm.
  • Em condições muito favoráveis, pode ser usado um avanço por dente, fz, de até 4 mm/dente e podem ser alcançados valores de taxa de remoção de metal (Q) de até 1400 cm³/min.
Nota: Evite usinar sempre contra um canto a 90 graus porque o efeito positivo de um ângulo de aproximação baixo será perdido, ou seja, a profundidade de corte aumentará drasticamente.

Como sempre, a faixa de avanço deve ser reduzida e adaptada de acordo com as condições específicas e evitar vibrações que possam danificar as pastilhas.
 

Fresas com pastilhas redondas

 

​A espessura de cavacos, hex, varvaria com as
pastilhas redondas e depende da profundidade
de corte, ap.

​Quando usar técnicas de fresamento com altos avanços e uma fresa com pastilha redonda, como a CoroMill 200 ou CoroMill 300, a profundidade de corte deve ser mantida baixa (máx. 10% do diâmetro da pastilha, iC) caso contrário, o efeito de afinamento de cavacos é reduzido e o avanço deve ser diminuído, veja a ilustração.

Nota: Quando usar fresas com pastilhas redondas, é importante reduzir o avanço quando se aproximar de uma parede/canto a 90 graus devido à profundidade de corte aumentar de repente.

 

Pastilhas robustas para desbaste geral

 

​Em pastilhas redondas, a carga de cavacos e
o ângulo de posição variam com a profundidade
de corte.
​O melhor desempenho é alcançado quando a profundidade de corte for menor que 25% x diâmetro da pastilha, iC.