Please select your country! -Português -PT Configurações

Configurações

Please select your country!

{{group.Text}}

{{"ifind_go-back" | translate}}

{{group.Text}}

Torneamento geral

Torneamento interno

Torneamento interno
 

As operações de torneamento interno usinam o diâmetro interno da peça. Os longos balanços e o escoamento de cavacos insuficiente são dois desafios na usinagem de torneamento interno. Os longos balanços podem causar problemas com deflexão e vibrações. As vibrações e o escoamento de cavacos insuficiente podem quebrar a pastilha. As dificuldades no escoamento de cavacos também podem levar ao acabamento superficial insatisfatório.

As áreas de aplicação básicas para o torneamento interno são o torneamento longitudinal (1) e o torneamento de perfil (2).

Torneamento longitudinal

A escolha da ferramenta é muito limitada pelo diâmetro e pelo comprimento do furo da peça (a profundidade do furo com balanço). Uma regra geral é selecionar uma ferramenta com o menor balanço e a maior ferramenta possível.

Selecionar a ferramenta certa para a operação, aplicando-a e fixando-a corretamente minimiza a deflexão da ferramenta e a vibrações.

Formato da pastilha

No torneamento interno, usar as pastilhas positivas com formato básico é uma vantagem porque elas têm forças de corte menores quando comparadas às pastilhas negativas. Um ângulo de ponta pequeno, bem como um raio de ponta pequeno, também contribui para forças de corte reduzidas.

Ângulo de posição

O ângulo de posição afeta a direção e a magnitude das forças de axiais e radiais. Um ângulo de posição grande (ângulo de ataque pequeno) produz uma força de corte axial elevada, enquanto que um ângulo de posição pequeno (ângulo de ataque grande) resulta em uma força radial de corte elevada. Recomenda-se um ângulo de posição próximo a 90° (ângulo de ataque de 0°) e nunca inferior a 75° (ângulo de ataque de 15°).

Porta-ferramentas

Caso seja necessário usinar um canto a 90 graus na peça, use uma ferramenta com um ângulo de posição de 91–95° (ângulo de ataque de -1 a -5° ). Recomenda-se o uso de uma pastilha triangular ou estilo D (55°).

Se for necessária uma aresta mais resistente, escolha uma pastilha estilo C (80°).

Se não for necessário usinar um canto a 90 graus e as condições forem estáveis, aumente a produtividade usando uma pastilha quadrada e um ângulo de posição de 75° (ângulo de ataque 15°).

Ferramentas de torneamento para torneamento longitudinal
 

Torneamento de perfis

No perfilamento interno, a ferramenta é exposta à forças de corte radiais e tangenciais. As forças de corte radiais irão defletir a ferramenta para fora da peça e as forças tangenciais forçarão a ferramenta para baixo e longe da linha de centro.

No mandrilamento de furos com diâmetros pequenos, é especialmente importante que o ângulo de folga da pastilha seja grande o suficiente para evitar o contato entre a ferramenta e a parede do furo.

Formato da pastilha

No torneamento de perfis, o corte pode variar em relação à profundidade, avanço e velocidade. O ângulo de ponta mais adequado na pastilha deve ser selecionado para resistência, boa relação custo/benefício e acessibilidade. Os ângulos de ponta mais comumente usados são 55° e 35°.

Ângulo de posição

O ângulo de posição e o raio de ponta da pastilha são fatores importantes para acessibilidade. O perfil da peça deve ser analisado para selecionar o ângulo de cópia mais adequado.

Deve-se considerar um ângulo de corte livre de pelo menos 2° entre a peça e a pastilha. Porém, por questões de acabamento superficial e vida útil da ferramenta, recomenda-se um ângulo de pelo menos 7º.

Porta-ferramenta

A primeira escolha é uma ferramenta com um ângulo de posição de 93° (ângulo de ataque de -3° ) e uma pastilha estilo D (55°). Se for necessário um ângulo da rampa maior, use uma pastilha tipo V (35°).

A fim de ter a possibilidade de fazer o perfilamento da face ou para fazer um alívio de canto, escolha um suporte com um ângulo de posição de 107–117° (ângulo de ataque de -17 a -27°).

Há ferramentas específicas para mandrilamento reverso, especialmente desenhadas para usinar um canto a 90 graus na direção oposta

 

{{getHeaderText()}}

 
Usamos cookies para melhor a experiência de navegação em nosso website. Mais sobre cookies.