Please select your country! -Português -PT Configurações

Configurações

Please select your country!

{{group.Text}}

{{"ifind_go-back" | translate}}

{{group.Text}}

Cortes e canais

Problemas e soluções em cortes e canais

CausaSolução

Superfície insatisfatória

  • Use uma ferramenta estável e curta
  • Remova os cavacos - use uma geometria com bom controle de cavacos
  • Verifique as orientações de velocidade / avanço
  • Use geometria Wiper
  • Verifique a montagem da ferramenta (set-up)

Superfície insatisfatória em alumínio


  • Selecione uma geometria mais viva
  • Use geometria com bom controle de cavacos
  • Selecione um óleo solúvel especial para o material

Quebra de cavacos insatisfatória

  • Mude a geometria
  • Selecione um avanço mais alto
  • Use microparadas (pecking)
  • Aumente a refrigeração​

Vibração


  • Use um set-up estável
  • Verifique as orientações de velocidade/avanço
  • Use um balanço mais curto
  • Mude a geometria
  • Verifique a condição da ferramenta
  • Verifique a montagem da ferramenta (set-up)

Vida útil da ferramenta insatisfatória


  • Verifique a altura de centro
  • Verifique o ângulo entre a ferramenta e a peça
  • Verifique a condição da lâmina. Se a lâmina for antiga,
    a pastilha pode ficar instável no alojamento (tip-seat)​

Desgaste da pastilha

Problemas na aresta da pastilha

Para obter dados de corte otimizados, a melhor qualidade possível da peça e melhor vida útil da ferramenta, lembre-se sempre de verificar a aresta da pastilha. Em baixas velocidades, a aresta postiça (BUE) e o lascamento são os principais problemas da aresta da pastilha; com altas velocidades, deformação plástica (PD), desgaste de flanco e craterização são os principais problemas. As soluções são apresentadas na tabela a seguir.

 
Causa Solução

Arestas postiças (B.U.E)

  1. Temperatura da aresta de corte muito baixa
  2. Geometria ou classe inadequadas
  1. Aumente a velocidade de corte e/ou o avanço
  2. Escolha uma geometria com arestas mais vivas, preferencialmente uma classe com cobertura PVD
Em operações de corte em direção ao centro de materiais inoxidáveis, é quase impossível evitar as arestas postiças. É importante minimizar esse fenômeno usando as soluções acima.

Lascamento/quebra

  1. Classe muito dura
  2. Geometria muito fraca
  3. Condições instáveis
  4. Dados de corte muito altos
  1. Selecione uma classe mais tenaz
  2. Escolha uma geometria para áreas com avanço maior
  3. Reduza o balanço. Verifique a altura de centro
  4. Reduza os dados de corte

Deformação plástica (PD)

  1. Temperatura excessiva na zona de corte
  2. Classe inadequada
  3. Falta de refrigeração
  1. Reduza a velocidade de corte e/ou o avanço
  2. Escolha uma classe mais resistente ao desgaste
  3. Melhore a refrigeração

Desgaste de flanco

  1. Velocidade de corte muito alta
  2. Classe muito macia
  3. Falta de refrigeração
  1. Reduza a velocidade de corte
  2. Selecione uma classe mais resistente ao desgaste
  3. Melhore a refrigeração

Craterização

  1. Velocidade de corte muito alta
  2. Classe muito macia
  3. Avanço muito alto
  4. Falta de refrigeração
  1. Reduza a velocidade de corte
  2. Escolha uma classe mais resistente ao desgaste
  3. Diminua o avanço
  4. Melhore a refrigeração

Desgaste tipo entalhe

  1. Oxidação na profundidade de corte
  2. Temperatura muito alta na aresta viva
  1. Use profundidades de corte diferentes (usinagem em rampa)
  2. Reduza a velocidade de corte

 
 
Usamos cookies para melhor a experiência de navegação em nosso website. Mais sobre cookies.