-Português -PT Configurações

Configurações

Please select your country!

{{group.Text}}

{{"ifind_go-back" | translate}}

{{group.Text}}

Problemas e soluções para torneamento de roscas

A observação cuidadosa da pastilha/aresta de corte após a usinagem pode ajudar a otimizar os resultados em relação à vida útil da ferramenta, qualidade da rosca e velocidade de corte. Use esta lista de causas e soluções para diferentes padrões de desgaste da pastilha como uma referência para um rosqueamento bem-sucedido.

 
CausaSolução

Deformação plástica
 
 
Começa como deformação plástica (A),que leva ao lascamento da aresta (B)​.
  1. Temperatura excessiva na zona de corte
  2. Refrigeração inadequada
  3. Classe incorreta
  1. a) Reduza a velocidade de corte, aumente o número de penetrações
    b) Reduza a maior profundidade de penetração, verifique o diâmetro antes do rosqueamento
  2. Melhore a refrigeração
  3. Escolha uma classe mais resistente à deformação plástica​

Arestas postiças (BUE)
 
 
A aresta postiça (A) e o lascamento da aresta (B) frequentemente
ocorrem juntos. A aresta postiça
acumulada é levada junto com
pequenas quantidades de material da pastilha
o que causa o microlascamento.
  1. Geralmente, ocorre em aços com baixo teor de carbono e inoxidáveis
  2. Classe adequada ou temperatura da aresta de corte muito baixa
  1. Aumente a velocidade de corte
  2. Escolha uma pastilha com boa tenacidade, preferivelmente com cobertura PVD

Quebra da pastilha
 
  1. Diâmetro torneado incorreto antes de rosquear
  2. Séries de penetração muito difíceis
  3. Classe incorreta
  4. Controle insatisfatório dos cavacos
  5. Altura de centro incorreta
  1. Faça o torneamento com o diâmetro correto antes da operação de rosqueamento 0,03 – 0,07 mm
    (0,001 –0,003 pol.) radialmente maior que o diâmetro máx. da rosca
  2. Aumente o número de penetrações. Reduza o tamanho da maior penetração
  3. Selecione uma classe mais tenaz
  4. Mude para a geometria C e use a penetração de flanco modificada
  5. Corrija a altura de centro

Rápido desgaste de flanco
 
  1. Material altamente abrasivo
  2. Velocidade de corte muito alta
  3. Profundidades de penetração muito rasas
  4. A pastilha está acima da linha de centro
  1. Classe incorreta. Selecione uma classe mais resistente ao desgaste
  2. Reduza a velocidade de corte
  3. Reduza o número de penetrações
  4. Corrija a altura de centro

Desgaste do flanco anormal
 
 
Superfície insatisfatória em um flanco da rosca
  1. Método incorreto para penetração de flanco
  2. O ângulo de inclinação da pastilha não concorda com
    o ângulo de ataque da rosca​
  1. Mude o método de penetração do flanco para geometria F- e A-:
    3–5° a partir do flanco, para geometria C: 1° a partir do flanco
  2. Mude o calço para obter o ângulo correto de inclinação

Vibração
 
  1. Fixação incorreta da peça
  2. Set-up incorreto da ferramenta
  3. Dados de corte incorretos
  4. Altura de centro incorreta
  1. a) Use garras suaves
    b) Quando usar contraponto, otimize o furo de centro da peça
    e verifique a pressão do contraponto
  2. a) Minimize o balanço da ferramenta
    b) Certifique-se de que a bucha de fixação para barras não está desgastada
    c) Use as barras antivibratórias especiais para torneamento de roscas
  3. Aumente a velocidade de corte; se isto não ajudar, reduza a velocidade drasticamente
    e experimente a geometria F
  4. Corrija a altura de centro

                  {{getHeaderText()}}

                   
                  Usamos cookies para melhor a experiência de navegação em nosso website. Mais sobre cookies.