-Português -PT Configurações

Configurações

Please select your country!

{{group.Text}}

{{"ifind_go-back" | translate}}

{{group.Text}}

CoroDrill® DS20 - Sete anos em desenvolvimento

Inovação 2019-09-26 Susanna Lindgren Stefan Estassy

É preciso uma equipe de verdadeiros técnicos para realizar um projeto como a nova CoroDrill DS20 e foram necessários cerca de sete anos até que estes técnicos estivessem suficientemente satisfeitos para o lançamento da broca com pastilha intercambiável mais longa e mais confiável do mercado.

Uma broca não é apenas uma broca e, principalmente, não é uma broca com pastilha intercambiável para mandrilamento profundo que pode fazer furos de até sete vezes seu próprio diâmetro em um único passe, sem deflexão ou superaquecimento. Ainda assim, há sete anos, quando a Sandvik Coromant começou a esboçar o que viria a ser a primeira broca com pastilha intercambiável 7xD do mercado, ninguém imaginou o quanto esse projeto seria exigente e demorado.
 
“Felizmente, somos técnicos tão bons que nenhum de nós jamais pensou em desistir, apesar dos becos sem saída, das tentativas frustradas e outros obstáculos inesperados.” comenta Håkan Carlberg, engenheiro líder do projeto. “Gostar desse tipo de desafio é uma importante motivação e, pessoalmente, sempre acreditei que chegaríamos onde queríamos.”

Carlberg estava certo. Em outubro de 2019, a Sandvik Coromant lançará o primeiro entre 256 artigos de corpo da broca para a nova série.

A broca CoroDrill DS20 lembra um pouco sua predecessora que ainda faz muito sucesso: a CoroDrill 880. Ao invés de uma hélice em espiral constante clássico, a nova variável CoroDrill DS20 tem um cone acentuado seguido de um canal para cavaco reto. Este é apenas um dos muitos desenhos inteligentes destinados a otimizar o desempenho, mantendo a estabilidade e o equilíbrio de sua potência de uma broca assimétrica tão longa.

Houve um investimento considerável de tempo e conhecimento em cada detalhe da CoroDrill DS20. O desenvolvedor de P&D, Tomas Furucrona, destaca uma pequena pastilha que, segundo ele, demorou dois anos para ser otimizada. “Nosso primeiro grande desafio foi definir o desenho e a posição corretos e, em seguida, determinar a força líquida ideal, pois as duas pastilhas intercambiáveis são posicionadas de forma assimétrica.”

Em um projeto paralelo, outros membros da equipe estudaram, testaram e analisaram o corpo da broca, a refrigeração e a escolha do material para determinar a combinação ideal. 

​“Qualquer um pode fazer uma broca 7xD em um diâmetro específico,” diz o engenheiro de P&D Fritz Alum Yah, que fez parte do projeto desde o início. “Aplicar a mesma confiabilidade a toda uma gama de artigos de corpo de broca é outra história. Para termos sucesso, tivemos que usar uma nova maneira de pensar e criar novos métodos de cálculo.”

Nesse meio tempo, houve muitos altos e baixos. Testes de laboratório falharam. Protótipos quebraram. Ideias de manufatura tiveram que ser descartadas. Solucionar o desafio do canal de cavaco sem perda da refrigeração interna foi uma empreitada que levou dois anos para ser conquistada. Depois disso, haviam outros 50 parâmetros diferentes que precisavam estar corretos. Se um deles fosse alterado, os outros 49 precisariam ser ajustados de acordo.

“Um fator decisivo foi quando nosso talentoso engenheiro de cálculo, Ramus Hemph, desenvolveu uma fórmula que não deixava nada ao acaso,” disse Carlberg. “Ele enxergou números e vetores onde só víamos um produto físico. O novo software ofereceu uma lógica em que todos os parâmetros podiam ser controlados, modulados e analisados virtualmente. Depois disso, tudo se encaixou.”

Entretanto, surgiram mais desafios: a habilidade de furação da CoroDrill DS20 foi testada em campo em uma fábrica da SKF, um cliente de teste, para anéis de giro para a indústria de turbina eólica no México.
“A mudança de uma broca 6xD da concorrência para a nossa CoroDrill DS20 possibilitou que os operadores da SKF produzissem uma peça completa sem paradas não previstas, sem preocupação e sem indexação,” disse Furucrona. “Eles dobraram sua produtividade e ficaram extremamente satisfeitos.”

Ainda assim a equipe de desenvolvimento não estava satisfeita. “Criamos uma lista de 15 questões que deveriam ser solucionadas em dois meses, a maioria delas por parte da produção,” disse Carlberg. “E fizemos isso. Imagino que ir além do esperado para comprovar novas soluções e inovações está em nosso DNA.”

O desenvolvimento da CoroDrill DS20 foi o resultado de uma equipe de trabalho internacional. A equipe principal estava sediada em Sandviken, mas o projeto contou com a ajuda de mais de 50 pessoas localizadas em Gimo e Västberga na Suécia e Mebane nos Estados Unidos.

 

 

Usamos cookies para melhor a experiência de navegação em nosso website. Mais sobre cookies.